Nível de bactérias nos botões do elevador é 40 vezes mais alto do que nos assentos de banheiros públicos

elevador sujo

O número de bactérias presentes no botão do elevador é quase 40 vezes maior do que no assento de um banheiro público, de acordo com estudos.

Pesquisas realizadas em hotéis, restaurantes, bancos, escritórios e aeroportos mostraram que o nível de bactérias nos botões do elevador era em média de 313 unidades formadoras de colônias (CFUs) por centímetro quadrado, em comparação com 8 CFUs no assento médio do banheiro público.

Entre as bactérias comuns que podem ser encontradas estão E. coli, Staphylococcus aureus e Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA).

Essa é uma pesquisa realizada pela Universidade do Arizona, coletando amostras de hotéis, restaurantes, bancos, escritórios e aeroportos.

Os botões foram esfregados com esponja contendo 10ml de tampão neutralizante. A superfície estimada em cada botão foi de 7,06 centímetros quadrados.

As placas de ágar foram incubadas por cinco dias a 30 graus centígrados e as colônias de bactérias foram contadas. Os laboratórios possuem certificação ISO 9001.

Se formos analisarmos, um botão de elevador de um prédio movimentado pode ser tocado por dezenas de pessoas com os mais diversos tipos de bactérias.

Principalmente quando falamos de prédios comerciais, hotéis ou aeroportos.

Por mais que os botões sejam limpos regularmente, ainda assim é alto o potencial de acumulação de bactérias.

Manual do Síndico: Um manual gratuito para o seu condomínio sempre saber o que fazer com o elevador. Baixe agora!

Elevadores em hospitais

Um outro estudo publicado na Revista Open Medicine foi feito em elevadores de hospitais.

A pesquisa, conduzida por três médicos, comparou a quantidade de bactérias que vivem em 120 botões de elevador e 96 superfícies de banheiros em três hospitais em Toronto, Ontário.

O resultado mostra que 61% das amostras dos botões do elevador apresentaram crescimento microbiológico, em comparação com apenas 43% das amostras da superfície do vaso sanitário.

As bactérias cultivadas a partir dos botões do elevador e das superfícies dos banheiros incluíam Staphylococcus, Streptococcus, bactérias coliformes (ou intestinais), Enterococcus e Pseudomonas, embora seja improvável que causem doenças específicas na maioria dos casos.

Então como devemos agir?

Por mais que essas pesquisas assustem, ainda mais com a epidemia do Coronavírus, existem medidas muito eficazes para não se apavorar.

Aqui vou te mostrar quais as ações que você deve tomar para minimizar ao máximo a proliferação de bactérias e vírus nos elevadores.

Texto como fazer a limpeza dos elevadores da forma correta

O primeiro passo é em relação a limpeza dos elevadores:

A forma correta de se limpar um elevador

Aqui separei as 3 etapas para se limpar o elevador, principalmente as áreas em que há contato, como os botões das cabinas, o interfone, e os botões de chamada de cada andar:

  • Use pano de algodão e água morna para pré-limpar a área;
  • Use agentes de limpeza seguros e eficazes (como detergentes);
  • Dilua o produto de limpeza em água morna e aplique com um pano de algodão molhado

Essa forma simples de limpeza feita algumas vezes ao dia vai ajudar bastante a não proliferação de vírus e bactérias nos botões dos elevadores.

Casa de máquinas do Elevador
Casa de máquinas do elevador

Ao mesmo tempo, é importante saber como não deve ser feita a limpeza dos elevadores. Por isso não:

  • use produtos de limpeza abrasivos ou altamente alcalinos (por exemplo: Lisol que possui compostos de amônio)
  • raspe com ferramentas afiadas para remover a sujeira
  • use solventes como benzeno, gasolina, acetona ou tetracloreto de carbono
  • use agentes de limpeza em altas temperaturas
  • deixe agentes de limpeza nas superfícies por longos períodos

Assim você vai garantir que o elevador não seja danificado por uma limpeza incorreta, evitando prejuízos ao condomínio.

E quanto ao Coronavírus, quais devem ser as medidas de precaução?

Agora que estamos em um momento de muita apreensão, a precaução para evitar a transmissão do coronavírus deve ser redobrada.

Em relação a limpeza dos elevadores, ela deve ser conforme mencionei acima, mas agora com uma frequência maior.

É recomendado que a limpeza dos elevadores seja feita, de for possível, de 2 em 2 horas.

O ponto principal aqui está mais ligado aos aspectos pessoais. Te mostro agora:

Evite usar o elevador com muitas pessoas

Caso o elevador já esteja sendo usado por outras pessoas, espere a próxima viagem para usá-lo mais vazio.

Nesse momento o distanciamento entre as pessoas vai ajudar bastante.

Prefira a utilização das escadas

Se você mora em andares mais baixos prefira a utilização das escadas. Dessa forma você evita ter contato com os botões do elevador.

As escadas geralmente têm um uso menor, já que os moradores dos andares mais altos raramente a utilizam.

Evite encostar nas paredes do elevador

Ficar apoiado no elevador não é uma boa ideia. Caso outras pessoas que estejam contaminadas encostem nas paredes, o vírus pode ser passado.

Por isso, quanto menos contato você tiver nas áreas do elevador, melhor.

Cuidado com os botões do elevador

Esse é o maior cuidado que você deve ter. Se for possível utilizar um paninho ou um lenço de papel para abrir a porta e tocar nos botões.

E lembre-se de lavar bem as mãos quando chegar em casa, dessa forma você conseguirá minimizar as chances de contágio.

Por mais que as pesquisas assustem, com cuidados simples podemos evitar a proliferação de vírus e bactérias.

Como te mostrei aqui, os cuidados com a limpeza dos elevadores e principalmente com a higiene pessoal diminuem drasticamente as chances de contaminação.

Dentro de condomínios é necessário tomar cuidado não só com os elevadores, mas com todas as áreas de convivência, como mostro nesse texto:

Como evitar a contaminação Coronavírus no Condomínio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vai Comprar um Elevador?

Você pode economizar até 15 mil reais com a nossa ajuda.

Rolar para cima